A Teoria das cores

Pego um pouco de céu, para fazer a vegetação,
e misturo uma colher de ouro em pó
Coloco uma pitada de ouro em um copo de sangue
E mexo até criar a carne das abóboras
Polvilho sangue seco por sobre um metro de céu
e obtenho a cor da morte por desesperação.
Depois me lembro
de que se num buraco colocasse
Céu, Sangue e Ouro,
Eu assim cobriria o buraco
com a terra que ele tinha.
E mais me lembro ainda
de que se a um balde de nuvem
adicionasse a essência da noite
teria como resultado
todas as cinzas
dos homens já cremados
(jogarei um pouco destas cinzas
sobre minhas pupilas incandescentes).